E-Mail Marketing Valderlei de Jesus

Como começar a criar sua lista de e-mails de alta qualidade.

Como começar a criar sua lista de e-mails de alta qualidade.

Uma das melhores maneiras de crescer o seu negócio online constantemente é através da construção de sua lista de e-mails. Uma lista de e-mails é simplesmente uma lista de endereços de e-mail das pessoas – pessoas que optaram por se inscrever na sua lista porque você ofereceu algo de valor para elas.

Agora, você aprenderá por que você precisa de uma lista de e-mail. Eu também lhe darei várias ideias sobre como você pode construir sua lista usando métodos gratuitos e pagos.

Antes entenda uma coisa: todos os grandes empreendedores digitais, que tem negócios online realmente lucrativos a tantos anos, tem uma lista ou várias listas de e-mails. E você deve começar a criar a sua desde o início do negócio online.

Dito isto, sigamos em frente!

Por que você precisa de uma lista de e-mails

Você já deve ter ouvido, várias e várias vezes o que dizem os profissionais de Internet Marketing: o dinheiro está na lista. E isto é verdade, mas apenas metade da verdade.

Com apenas alguns minutos de trabalho, eles podem entrar em contato com sua lista de e-mails e fazer milhares em vendas em poucas horas.

Você gostaria de fazer o mesmo? Aposto que você gostaria de poder fazer isso também!

Aqui estão mais razões pelas quais você precisa de uma lista de e-mails se quiser que seu negócio cresça.

1# É o seu próprio bem online

No mundo on-line, você estará à mercê de muitos gigantes da web que podem derrubar o seu negócio em um instante.

Aqui está um exemplo:

Você gasta meses trabalhando para colocar o seu site muito bem classificado nos resultados de pesquisa do Google. Você move para o topo. Você escreve milhares de palavras de conteúdo denso, valioso para postagem de convidado em um site com excelente autoridade de domínio.

Você segue as técnicas de SEO white-hat e não mexe com o SEO blackhat (você pode aprender mais sobre isso clicando AQUI).

Quando seu site finalmente atinge o ponto mais alto para sua palavra-chave alvo, um competidor decide empregar táticas obscuras para roubar seu posicionamento. E, em questão de horas, o Google o penaliza por algo que você não fez.

Você poderia perder tudo pelo qual você trabalhou muito porque está literalmente à mercê do Google.

Com um declínio drástico no tráfego de pesquisa orgânica, você decide tentar o marketing de redes sociais. Você paga anúncios no Facebook ou Instagram para que as pessoas possam visitar seu site porque você sabe que o alcance orgânico do Facebook é muito imprevisível.

Isso funciona muito bem e você começa a ver algumas vendas surgirem novamente, e você espera que desta vez esteja tudo bem. Até que o mesmo concorrente invisível descobre o que você está fazendo e decide derrubar sua reputação nas mídias sociais.

Eu sei que meu exemplo é um pouco extremo (talvez eu tenha exagerado), mas você pode ver o que está acontecendo?

Você não tem controle sobre o seu ranking do Google. Também você não controla seus ativos de mídia social.

O que você controla, no entanto, é o seu próprio site e sua lista de e-mails, desde que você possua seu nome de domínio e pague pela sua própria hospedagem (você não possui um site grátis e o hospeda em um serviço de hospedagem grátis).

Com suas duas propriedades da web – site e lista de e-mails – você pode fazer o que quiser com eles.

Mas não pode controlar o Google ou o Facebook. Se você tiver seu negócio baseado somente nessas plataformas, que não são suas, seu negócio pode desaparecer durante a noite.

2# É mais fácil vender para pessoas que já conhecem você

Vender para uma audiência fria é difícil. Tente falar com estranhos aleatórios em uma rua movimentada e você provavelmente será denunciado à polícia por assédio.

Para aumentar suas chances de fazer uma venda, você precisaria aquecer sua audiência primeiro para que confiem em você. Ofereça-lhes algo de valor – um teste gratuito, talvez – e se eles gostarem do seu produto, eles tendem a ter maior probabilidade de comprar de você.

A mesma ideia vale para listas de e-mail. Quando as pessoas se inscrevem na sua lista, é porque eles gostam de você ou confiam em você em algum nível. Então, quando você vende algo por e-mail, eles serão mais propensos a responder positivamente ao seu chamado à ação.

Gerar lucros de sua lista de contatos é importante para o seu negócio. Mas não faça de cada e-mail um campo de vendas para seus próprios produtos ou qualquer outro produto ao qual você esteja afiliado.

Use sua lista para criar um relacionamento com seu público. Baseie-se na confiança que já colocaram em você, continuando a oferecer valor.

Não faça com que seus assinantes se arrependam de se inscrever na sua lista. Se você lhes der um valor real, será mais provável que permaneçam na sua lista.

Se você enviar seus e-mails com nada além de ofertas de vendas, eles provavelmente clicarão no botão Spam ou Bloquear e seus e-mails nunca mais verão sua caixa de entrada.

Lembre-se de oferecer valor aos seus assinantes, e você será recompensado com lucros que você só pode imaginar!

3# Você pode facilmente direcionar tráfego para o seu site

No meu exemplo anterior, mostrei por que você não pode confiar totalmente no Google e nas mídias sociais para lhe dar tráfego gratuito na hora em que você quiser.

Mas se você tiver sua própria lista de e-mails, e em um tamanho considerável, devo acrescentar, então você pode simplesmente dizer aos seus assinantes que saiu sua nova postagem toda vez que você publica no seu blog, e eles podem ir lá no blog conferir.

Impressionante, certo?

Claro, o que você publica deve ser relevante para o que seus assinantes inicialmente se inscreveram para receber. Se você cobrir muitos nichos diferentes em seu site, então é importante que você considere segmentar sua lista.

Crie listas segmentadas para cada tema abordado. Por exemplo, se você criar produtos nos nichos de saúde, amor e riqueza, então você precisa criar 3 listas de e-mail diferentes.

Uma lista para pessoas interessadas no nicho de saúde, outra para pessoas interessadas em seus produtos no nicho de amor e uma terceira para aqueles que estão interessados ​​em aprender como gerar ou gerir riqueza.

Segregar sua lista significa que você precisa trabalhar três vezes mais para aumentar sua lista, mas, mais cedo ou mais tarde, você acumula um bom número de inscritos por lista. E seus inscritos ficarão mais do que felizes em ler seus e-mails porque isso é relevante para eles.

Se você agrupar suas listas dessa maneira, então você precisa garantir que você apenas envie conteúdo relevante para a lista certa. Caso contrário, você corre o risco de perturbar alguns assinantes, o que pode resultar em pessoas cancelando sua inscrição.

No entanto, se você enviar apenas e-mails relacionados com os nichos de seus interesses e é algo que os interessa, será mais provável que sigam a chamada para ação do seu e-mail e cliquem para ver sua nova postagem no blog ou site ou conhecer seu novo produto.

Passos para construir sua lista de e-mails do jeito certo

Passos para construir sua lista de e-mails do jeito certo

Passos para construir sua lista de e-mails do jeito certo.

Nesta seção, vou abordar as etapas que você pode seguir para criar uma lista de e-mail de alta qualidade.

Tenha em atenção que estou mencionando qualidade aqui, porque se você criar uma lista de baixa qualidade, provavelmente não vai valer o tempo e o esforço investidos para construir essa lista em primeiro lugar.

1# Ofereça algo tão valioso que seu público se sinta obrigado a se inscrever

Você provavelmente visitou centenas de sites na última semana. E ouso dizer que um bom número desses sites tinha um formulário de inscrição por e-mail em algum lugar.

Provavelmente um pop-up ou um formulário na barra lateral, pedindo que você digite seu endereço de e-mail para que você possa receber um e-book gratuito ou algo assim.

Você consegue lembrar em quantos sites você escolheu se inscrever? E você se lembra porque você escolheu se inscrever nesse e não naquele site em particular?

Para a maioria das pessoas, normalmente só nos registamos para listas de e-mail que oferecem um “brinde” tentador. Não queremos receber “atualizações gratuitas”.

Você não pode simplesmente colocar um formulário de inscrição em qualquer lugar e pedir às pessoas que digitem seu endereço de e-mail. Essa estratégia provavelmente funcionou há 5 anos, mas não hoje.

Hoje, se você quiser que as pessoas se juntem à sua lista, você terá que oferecer algo realmente valioso.

Algo que as faça pensar: “Oh, isso é realmente útil para mim. Eu adoraria colocar minhas mãos nisso! Tudo bem, eu vou. Vou digitar meu endereço de e-mail real agora para receber isso. Não posso esperar mais para ler essas informações … métodos … técnicas, etc. …! “

Para conseguir assinantes na sua lista de e-mails, você precisa pensar com cuidado sobre como irá atraí-los para se inscreverem em sua lista. Se você oferecer um e-book gratuito, um curso gratuito em vídeos, uma consulta gratuita via Skype?

Tudo o que você decidir, coloque-se no lugar deles. Você se inscreveria na sua lista?

Se você respondeu sim, então você tem um bom começo.

Mas se você respondeu não, então você precisa voltar para o quadro de desenhos e revisar sua estratégia de conteúdo novamente.

Ninguém nunca disse que construir uma lista de e-mails de qualidade seria fácil. Você não pode simplesmente comprar uma lista de e-mails.

Você terá que trabalhar duro para obter os endereços de e-mail das pessoas.

Ao dar-lhes algo realmente útil, você está aumentando suas chances de fazê-los se inscrever de bom grado, e, dependendo das informações que você os envia, eles ficarão ansiosos para receber os próximos e-mails.

A ressalva, é claro, é que nem todos querem se inscrever em sua lista de contatos, independentemente do quão grande seja o seu e-book gratuito ou o quão maravilho é seu curso de vídeo que você oferece em troca de seus e-mails.

Isso é normal.

Mas com uma oferta de alta qualidade na mesa, suas taxas de opt-in serão muito maiores do que se você não pensasse cuidadosamente sobre isso.

2# Coloque seus formulários opt-in em lugares de alta conversão em seu site

A cegueira do banner de anúncios é uma coisa real hoje em dia. E assim também é a cegueira do formulário de opt-in. Se você estiver usando um formulário padrão com um design genérico, ninguém prestará atenção a isso.

Também pode ser invisível as discretas taxas de inscrições que você vai conseguir. Também é apenas um desperdício de um valioso imobiliário.

Vamos ver então os principais lugares que você pode colocar seus formulários em seus sites.

O design do site pode variar amplamente de um site para outro. Mas, geralmente, estes são os principais lugares onde a maioria dos proprietários de sites relatam como as melhores taxas de inscrição – superiores às médias:

  • Topo da barra lateral – sua barra lateral pode estar no lado esquerdo ou direito da página. Onde quer que esteja, tente adicionar um formulário de inscrição na parte superior da barra lateral.

Heatmaps mostram que barras laterais obtêm uma boa atividade, então não tenha medo de tentar esta opção.

  • Página inicial – esta é a primeira coisa que os visitantes do seu site verão. Deixe claro para eles quais são os benefícios se se inscreverem na sua lista.

Você pode usar um sinal de “começar aqui”, uma foto sorridente de si memso ou sua oferta gratuita, ou um depoimento de um feliz assinante ou um cliente satisfeito.

  • Cabeçalho – o cabeçalho do seu site é o único lugar que todos veem, não importa onde eles estejam em seu site. Está acima da dobra, de modo que as pessoas não precisam rolar para baixo para ver seu formulário.

Com uma combinação de uma ótima oferta e bom design do formulário, você pode fazer com que mais pessoas optem por se inscrever em sua lista!

  • Dentro das postagens do blog – se você não tem um blog no seu site, você está perdendo tempo e dinheiro. Publicar conteúdo de alta qualidade regularmente em seu blog ajudará a estabelecer sua autoridade e atrair mais pessoas para seguir sua marca.

Adicione seu formulário de inscrição de preferência no meio ou no final de suas postagens. Desta forma, as pessoas já leram seu conteúdo, de modo que você saiba, quando se inscreverem, que eles estão interessados ​​no que você tem para oferecer.

  • Pop-up temporizado ou lightbox – você pode configurar o seu formulário de inscrição para aparecer após uma certa quantidade de tempo – digamos 30 segundos, 1 ou 2 minutos. Isso permite que seus visitantes naveguem um pouco em seu site e conheçam você melhor antes de você pedirem se inscrever.

A maioria das pessoas normalmente apenas fecha os pop-ups que aparecem logo que chegam em um site (eu mesmo faço isso), mas os pop-ups cronometrados permitem que as pessoas se familiarizem com seu conteúdo, então elas podem decidir entrar para sua lista de e-mails depois de ler um pouco do seu conteúdo valioso.

As taxas de opt-in para qualquer um desses locais variam de nicho para nicho. Você precisaria fazer muitos testes para encontrar o local que melhor funcionará para o seu site. Então, teste e comece o quanto antes a criar uma lista responsiva.

3# Direcione tráfego altamente segmentado para o formulário de opt-in do seu site

O último passo que você precisa se atentar para que as pessoas se inscrevam na sua lista é direcionar o tráfego para o seu site. Sem tráfego, você não consegue criar uma lista de e-mails.

Mas não apenas convide qualquer pessoa para se inscrever na sua lista.

Lembre-se, você quer construir uma lista de alta qualidade, cheia de pessoas que estão muito interessadas no que você tem a dizer, seus produtos ou seus serviços.

Uma estratégia que os profissionais mais bem-sucedidos empregam é que eles criam pela primeira vez uma pessoa do comprador ou um perfil de uma pessoa com maior probabilidade de se beneficiar de seus negócios.

Então, se você está direcionando mulheres de meia idade com 1 a 2 filhos, então você tem que chegar a essa audiência. Você pode usar métodos de geração de tráfego pagos e gratuitos para fazer isso.

Eu mostrei anteriormente (Como gerar tráfego de várias fontes), diferentes métodos para gerar tráfego usando fontes de tráfego pago e gratuito. Use qualquer método com o qual você esteja mais confortável.

O importante é que você saiba exatamente para quem segmentar, então você não desperdiça muito tempo e dinheiro com curiosos.

Ter uma lista de contatos de bom tamanho composta por seu público ideal trará muitos lucros no longo prazo.

Não se esqueça de oferecer aos seus assinantes muito valor e não pense neles como seus cartões de crédito humanos sempre que você precisa ganhar algum dinheiro.

Trate seus assinantes como seus amigos, e você será justamente recompensado com lucros recorrentes.

Comece a colocar tudo isso em prática agora mesmo!

Sobre o autor | Website

Olá, seja muito bem vindo ao Blog. Sou Valderlei de Jesus, proprietário e administrador do blog. Sou autor do livro MindSet Dominado e também Hábitos de Sucesso, ambos digitais. Sou o criador do blog Viver Com Prosperidade, o melhor blog de desenvolvimento pessoal do Brasil, com mais de 50.000 assinantes.

E-book Ideias Dinheiro!

Aprenda passo-a-passo como ganhar dinheiro trabalhando a partir de casa.

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

2 Comentários

  1. Paulo Kampus disse:

    Olá Valderlei, gostei demais do artigo, aguardo mais dicas como esta. Para mim que sempre estou em busca de conhecimentos, são dicas de grande relevância. Abraços, sucesso sempre…