Marketing Digital Valderlei de Jesus

Como reutilizar seu conteúdo em várias mídias.

Como reutilizar seu conteúdo em várias mídias.

Criar conteúdo nem sempre é fácil. Claro, você pode gostar de escrever, gravar podcasts ou filmar vídeos para o YouTube, mas pesquisar e organizar seu conteúdo pode tomá-lo muito mais tempo do que a parte de criação do conteúdo em si.

Então, como você pode maximizar sua pesquisa e fazê-la render e durar por muito mais tempo?

A resposta consiste em reutilizar seu conteúdo em vários formatos diferentes e distribuí-lo em várias plataformas diferentes. Há muitas vantagens em fazer isso e sem muitas desvantagens.

Na verdade, o único aspecto negativo da reutilização do conteúdo é que isso pode exigir tempo ou dinheiro. Tempo, se você preparar o conteúdo para reutilização você mesmo e dinheiro se você decidir terceirizar.

Mas, isso já seria feito de qualquer forma. Só que agora você pode maximizar seu conteúdo.

Os benefícios de reutilizar o conteúdo

Com a reutilização do conteúdo, você precisa fazer menos pesquisas. E você obtém muito mais trabalho em menos tempo. E você acaba por ter muito mais conteúdo espalhado em várias mídias.

Aqui estão alguns dos benefícios de reutilizar seu conteúdo:

1# Maximiza sua pesquisa

Você gasta tanto tempo na pesquisa para criar um conteúdo realmente relevante que pode ser bastante frustrante quando você sabe que todo o seu trabalho duro será utilizado apenas em uma única peça de conteúdo.

Não seria bom se você pudesse criar 5 ou talvez até 10 peças de conteúdo a partir de uma única hora de pesquisa?

Por exemplo, se leva uma hora para pesquisar um conteúdo, então você levará cerca de 5 horas para pesquisar por 5 peças de conteúdo. No entanto, com a reutilização do conteúdo, você pode estruturar os dados pesquisados ​​em apenas 1 hora e ainda apresentar 5 peças de conteúdo de valor para o seu público.

ATENÇÃO: donos de empresas, blogueiros e empreendedores.

Essencialmente, você estará economizando cerca de 4 horas no tempo de pesquisa.

Com este exemplo, espero que você possa ver o quanto a reutilização de conteúdo é poderosa. Claro, o tempo de pesquisa de uma hora não inclui o tempo real de criação de conteúdo valioso e denso.

Dependendo do tipo de conteúdo que você pretende compartilhar, escrever ou criar o próprio conteúdo propriamente dito pode demorar muito mais do que a única hora que você gastou em pesquisá-lo.

A replicação do conteúdo dá ao seu tempo de pesquisa mais quilometragem, permitindo que você obtenha o máximo de valor possível de todo o seu trabalho.

Você nunca mais precisa se preocupar em criar novas ideias todas as semanas – você pode passar esse tempo pensando em outros formatos para reutilizar seu conteúdo.

2# Visibilidade em muitas plataformas

Se a distribuição do seu conteúdo principal for no seu blog, as pessoas só poderão encontrar o que você tem a dizer – sua mensagem indo ao seu blog.

No entanto, se você reorientar seu conteúdo para outros formatos e transferi-los para outras plataformas, então você está dando ao seu público uma chance de descobrir você nessas outras plataformas.

Por exemplo, se você transformar sua postagem de blog em um vídeo do YouTube, então você terá acesso a telespectadores que estão interessados ​​em seu conteúdo.

Se você converter a postagem do seu blog em um infográfico, as pessoas que gostam do Pinterest descobrirão seu conteúdo lá no Pinterest, o que lhes permitirá descobrir seu site.

Se você converter seu artigo do blog em um conjunto de slides, você pode enviá-lo para o SlideShare para obter mais visualizadores do seu conteúdo.

A grande cosia aqui é que esses diferentes lugares também aparecem no Google, de forma que você pode ter muitas aparições no Google para o mesmo conteúdo em vários formatos. E assim, você se destaca como autoridade.

3# Faz você parecer credível

Se as pessoas pesquisam por determinados assuntos no Google e encontram você várias vezes, elas vão te achar mais credível do que se não as visse.

Uma vez que você está distribuindo seu conteúdo reutilizado em sites com alta autoridade de domínio, é muito provável que eles também sejam indexados e fiquem bem classificados no Google.

Quanto mais lugares as pessoas te acharem, maior a sua marca parece ser. E desde que você está reutilizando conteúdo, sua experiência e a mensagem da sua marca estarão em muitos lugares diferentes.

Seu público começará a ver você como um especialista, ou pelo menos, alguém muito apaixonado por seu nicho.

Isso ajuda você a tornar-se mais credível para o seu público-alvo. E quanto mais credível você parecer ser, mais provável é que as pessoas vão comprar qualquer produto ou serviço que você esteja vendendo.

4# Traz a atenção das pessoas para conteúdo menos popular

Você normalmente gostaria de reutilizar suas peças de conteúdo mais populares para colocá-lo na frente de pessoas que podem estar interessadas no que você tem a dizer.

No entanto, se você também tem outros conteúdos que talvez não tenham sido tão populares com seu público atual, então você pode querer dar a ele uma nova vida, adaptando-o para outros canais e colocando-o na frente de novas pessoas.

Isto é especialmente útil se você se orgulha do trabalho que você fez pesquisando e criando estas peças de conteúdo.

Se você sente que sua audiência atual não apreciou seu trabalho árduo, então não há danos ao reutilizá-lo em outros formatos que outras pessoas possam gostar.

Por exemplo, se você tiver uma série de postagens de blog que não obtive o maior envolvimento possível, talvez você possa tentar empacotar tudo e distribuí-lo como um e-book gratuito que você pode usar para levar as pessoas a se inscreverem na sua lista de contatos.

Da mesma forma, se você tiver um livro digital bem pesquisado e bem escrito que não obteve muitos downloads, então você pode tentar reproduzi-lo em uma série de postagens de blog que você pode postar em seu site ou mídias sociais ou ainda transformar em vídeos bem estruturados e publicar no seu canal no YouTube.

5# Mais oportunidades para que as pessoas coloquem links para o seu site

Backlinks realmente não importa muito se você não se preocupa com o ranking nos motores de busca.

Mas quem não gostaria de classificar suas páginas organicamente no Google, certo?

Basta pensar nisso – você estará recebendo tráfego gratuito do maior mecanismo de busca do mundo.

Com o conteúdo reutilizado, você pode ter um pedaço de conteúdo convertido em uma variedade de formatos.

Isso significa que as pessoas agora têm uma variedade de opções para vincular ao seu conteúdo – eles podem vincular ao seu artigo original, ao seu vídeo, ao seu infográfico, ao seu post no Facebook, ao tweet do Twitter e muito mais.

Eles não se limitam a ligar apenas ao seu conteúdo original. Isso, por si só, multiplica suas oportunidades de backlinks, o que poderia render muito ao SEO do site, uma vez que o Google recompensa sites com muitos links de alta qualidade apontando para eles.

O plano passo a passo para você criar o seu negócio online.

Como reutilizar seu conteúdo com sucesso

Como reutilizar seu conteúdo com sucesso

Como reutilizar seu conteúdo com sucesso.

Para reutilizar seu conteúdo com sucesso, você precisa planejar cuidadosamente o seu conteúdo quando começar a escrever. Por exemplo, se você estiver escrevendo um artigo longo para o seu blog, você deve dividi-lo em diferentes seções para tornar a informação facilmente digerível.

Você pode então reutilizar essas seções em diferentes formatos. É mais fácil fazê-lo desta forma, pois você não precisa fazer muita edição para que seu conteúdo se encaixe em outro formato.

Aqui estão os métodos que você pode seguir para reutilizar seu conteúdo do jeito certo:

1# Comece com um esboço

Se o seu conteúdo original está em formato de blog ou em formato de vídeo, você precisa anotar como seu conteúdo vai fluir. Você pode apenas improvisar, mas isso significa que seu conteúdo pode acabar uma tremenda bagunça.

Ao criar um esboço, você ganha tempo, identificando os pontos que você precisa abordar. Você também gastaria menos tempo editando e reorganizando seu trabalho.

Use cabeçalhos e subtítulos em seu esboço. E enquanto você está escrevendo os pontos que deseja abordar em cada título, também anote suas ideias sobre como você pode reutilizar essa seção em particular em outro lugar.

Este sistema é como acertar dois coelhos com uma só cajadada – você planeja seu conteúdo original e também como você pode adaptá-lo para outros formatos, de uma só vez.

2# Tenha em mente um público específico para cada conteúdo reutilizado

Este ponto é muito importante, porque se você não planeja com antecedência para quem deseja mostrar seu conteúdo reutilizado, talvez você não consiga servir o tipo de conteúdo com o qual essas pessoas se envolverão.

Conhecer o seu público é muito importante para qualquer negócio ter sucesso. O conteúdo reutilizado não é diferente. Então, antes de reutilizar seu conteúdo, olhe em volta e veja qual o tipo de conteúdo que seu público-alvo geralmente gosta, YouTube, Facebook, Pinterest, Reddit e muito mais.

Por exemplo, se você está visando mulheres de meia idade em seu nicho, então você deve criar vídeos com este público específico em mente.

Isso faz com que você se identifique. Mesmo que elas nunca tenham ouvido falar de você antes ou visitado seu site, sua mensagem ressoará com elas, e elas provavelmente acabarão seguindo você também.

Por outro lado, se você não sabe quem é sua audiência, talvez você acabe batendo às cegas no escuro.

Você pode ter sorte e tropeçar em algum sucesso, mas geralmente não é assim. Geralmente, é o conteúdo bem pensado, feito especificamente para um certo grupo de pessoas que é bem-sucedido no mundo online.

3# Use a identidade da sua marca no seu conteúdo reutilizado

A razão pela qual você está reaproveitando o conteúdo é porque você deseja que sua marca seja vista em vários lugares diferentes. Mas como você pode conseguir isso se você não usar o logotipo, as cores ou até mesmo os tipos de fontes da sua marca?

Como abordamos em pontos anteriores, a marca é importante para o sucesso do seu negócio.

O Branding ajuda a construir sua credibilidade e faz você parecer confiável.

É importante que as pessoas possam identificar o seu conteúdo em vários canais diferentes, portanto, assegure-se de facilitar a sua realização.

4# Reutilize seu conteúdo em qualquer um desses formatos

Esta não é uma lista conclusiva, mas esses formatos devem dar a você muita vantagem sobre a concorrência e permitir que você expanda seu alcance o mais rápido possível.

Alguns dos formatos partilhados a seguir podem não ser lá muito bom para o seu nicho, então você precisa fazer alguma pesquisa sobre isso também.

Então, vejamos:

  • E-Books – se você tem uma série de artigos no seu blog em torno do mesmo tópico, então você pode criar facilmente um e-book. Porém, não basta copiar e colar as postagens. Você ainda precisa percorrer o e-book com um pente fino para garantir que o conteúdo flua bem.

Você pode usar isso como um ímã principal ou atualização de conteúdo para o seu blog.

Um e-book de alta qualidade pode ajudar a posicioná-lo como uma autoridade em seu nicho e ajudá-lo a obter mais leads e vendas de assinantes antigos e novos.

  • Infográficos – o ditado de que uma imagem fala por mil palavras é preciso. Um infográfico pode conter informações que podem ser equivalentes a uma postagem no blog de mil palavras ou mesmo a 10.000 palavras.

Com infográficos, você só precisa extrair os pontos principais do seu conteúdo e depois transformá-lo em um gráfico bonito, que as pessoas queiram ver.

Não use muitas palavras em seu infográfico. Coloque ênfase na parte de gráficos, faça com que seja agradável aos olhos e faça o upload para sites orientados a imagens como Pinterest e Instagram, por exemplo.

  • Slides – slides são muito fáceis de criar em qualquer software de apresentação como o PowerPoint, o Keynote ou o Google Slides. Assim como os infográficos, tente não ser muito prolixo em seus slides. Em vez disso, use gráficos e ícones para enfatizar seus pontos principais.

Isso torna suas plataformas de slides mais fáceis de entender e atrairão mais compartilhamentos do que se você apenas fizer o upload de uma apresentação de slides chata e baseada somente em texto.

  • Vídeos – se você tem um ótimo conteúdo que pode ser usado em um vídeo, adapte-o como um vídeo. Tutoriais e artigos de instruções são os melhores tipos de conteúdo para converter em vídeos.

Você pode até adicionar seu tutorial em vídeo ao seu conteúdo principal. Isso não é ótimo apenas para o SEO de seu site, mas também para obter mais tráfego por meio de seu canal do YouTube.

  • Reutilização de posts – assim como nos e-books, se você tiver vários artigos no seu blog sobre o mesmo tema, considere também criar uma postagem de resumo. Isso não só permite que você crie um artigo mais longo, mas também fornece uma oportunidade de ligação para estes posts mais antigos.

O link interno também é ótimo para SEO e incentiva seu público a visitar outras páginas do seu site.

  • Podcasts – os podcasts são ótimos para pessoas que estão sempre em movimento e valorizam sua produtividade e eficiência. Com um podcast, você pode apenas ler seu conteúdo e gravar com um microfone de boa qualidade. Com um pouco de edição, o conteúdo estará pronto e você pode fazer o upload para sua plataforma de podcasting preferida.

Mais uma vez, existem muitos outros tipos de conteúdo aos quais você pode reorientar o seu conteúdo principal.

Verifique o que seus concorrentes estão fazendo, ou você pode pedir a sua audiência sua contribuição.

Não lhes faria nenhum mal fazer-lhes algumas perguntas, e você pode receber algumas pepitas de ouro em troca.

Fórmula Negócio Online.

Sobre o autor | Website

Olá, seja muito bem vindo ao Blog. Sou Valderlei de Jesus, proprietário e administrador do blog. Sou autor do livro MindSet Dominado e também Hábitos de Sucesso, ambos digitais. Sou o criador do blog Viver Com Prosperidade, o melhor blog de desenvolvimento pessoal do Brasil, com mais de 50.000 assinantes.

E-book Ideias Dinheiro!

Aprenda passo-a-passo como ganhar dinheiro trabalhando a partir de casa.

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!