SEO Valderlei de Jesus

Curadoria de Conteúdo: 10 erros que você precisa evitar na curadoria de conteúdo.

Curadoria de Conteúdo: 10 erros que você precisa evitar na curadoria de conteúdo.

A curadoria de conteúdo é uma das maiores tendências no desenvolvimento de conteúdo, e há várias razões para isso.

  1. É preciso menos tempo do que o desenvolvimento de conteúdo tradicional. Você simplesmente liga para o conteúdo de outras pessoas, talvez com um breve trecho, e adiciona seus próprios comentários exclusivos.
  2. Isso lhe dá ideias de conteúdo que você talvez não tenha pensado por conta própria. Procurar sites em seu nicho permitirá que você encontre todo tipo de ideias de forma rápida e fácil.
  3. O Google adora quando fazemos links para outros sites. Não é mais sobre backlinks. Agora, você consegue vincular a sites de qualidade.

Mas há algumas armadilhas nas quais você pode cair ao usar a cura de conteúdo em seu site. Neste guia vamos discutir alguns dos erros comuns que as pessoas fazem, e como você pode evitar fazê-los em seu próprio site.

Você descobrirá como evitar potenciais problemas legais, como evitar erros que possam ferir as políticas do Google e correr o risco de ter o seu site penalizado e ter certeza de que está usando a curação de conteúdo corretamente.

Então vamos começar.

Erro # 1 – Links para conteúdo de má qualidade

Quando você está com pressa para ter algum conteúdo postado, pode ser tentador apenas ligar a um monte de artigos diferentes, sem se demorar a verificar o conteúdo para garantir que realmente valha a pena dar um link para estes sites.

Claro, pode ter uma imagem brilhante ou uma manchete muito interessante, mas o próprio conteúdo está bem escrito, informativo e interessante?

Está cheio de erros gramaticais como se fosse escrito por alguém cujo primeiro idioma não é obviamente o idioma em que está escrito?

Existem erros factuais?

Não só isso, mas se você estiver ligando para um site que foi punido pelo Google, que é visto como spam e recebeu uma penalidade, você também pode prejudicar seu próprio site.

Certifique-se de que você está ligando para conteúdo de qualidade que esteja em domínios que estão em boas condições com o Google. (Se você estiver no site do Google: domain.com, irá dizer-lhe quantas páginas são indexadas desse domínio. Enquanto houver um número decente de páginas indexadas, provavelmente você está seguro.)

Verifique sempre o conteúdo antes de ligar para ele para ter certeza de que o Google e seus leitores vão aprovar.

Erro # 2 – Usar as mesmas fontes de curadoria de conteúdo

Uma armadilha para muitos blogueiros se enquadra em usar os mesmos sites em uma base regular, limitando assim seu alcance, tanto quanto o conteúdo e os benefícios do SEO.

Claro, você provavelmente quer tirar a maior parte do seu conteúdo de algumas fontes confiáveis, mas também é importante procurar outras fontes de tempos em tempos.

É tentador cair nesta armadilha porque você sabe que as fontes que você está usando estão publicando apenas conteúdo de alta qualidade em uma base regular e você confia nessas fontes.

Mas se você estiver ligando apenas para os mesmos sites, você não receberá tanto benefício de SEO, enquanto seus visitantes podem começar a ir diretamente para essas fontes em vez de seu site porque veem as mesmas fontes novamente e novamente.

O Pinterest é um ótimo lugar para encontrar conteúdo potencial, porque tudo está organizado por palavras-chave e é representado visualmente, tornando mais rápido encontrar o que você está procurando.

Além disso, há conteúdo de milhares de sites em praticamente qualquer nicho.

O Facebook é outro lugar perfeito para localizar diferentes fontes. Basta localizar algumas páginas de fãs ou grupos em seu nicho e analisar o que está sendo compartilhado.

Isto é especialmente verdadeiro se você estiver olhando para as páginas de fãs que NÃO são administradas pelos proprietários do site.

Erro # 3 – Curadoria somente de postagens de blogs

O Google adora ver muitos tipos diferentes de mídia em blogs e sites, e não apenas em artigos. Isso significa publicar vídeos, infográficos, arquivos PDF, imagens e assim por diante.

Felizmente, isso significa que você pode encontrar uma abundância de conteúdo apenas pesquisando sites como YouTube e Pinterest. (Lembre-se, no entanto, se você está postando imagens e tal, você precisará obter permissão para postar o documento completo).

Felizmente, o YouTube permite a incorporação de seus vídeos. Na verdade, eles o encorajam porque obtém mais visualizações de seu conteúdo, aumentando assim o valor para os anunciantes.

Basta inserir um vídeo em sua postagem no blog ou página na internet e descrever o vídeo com alguns parágrafos de texto. Você também pode trabalhar palavras-chave neste texto para ter certeza de que está atraindo tráfego dos mecanismos de pesquisa.

Erro # 4 – Automatizar a curadoria do conteúdo

A curação de conteúdo pode certamente ser automatizada se você não estiver realmente interessado em fornecer uma boa experiência para o usuário e você realmente não se importa com o tipo de conteúdo exibido em seu site, mas existem várias razões pelas quais você NÃO deve automatizar o conteúdo.

  1. O Google não gosta de conteúdo automatizado, e eles podem penalizar ou banir seu site se isso é tudo o que você está postando. (Ou mesmo se for a maioria do seu conteúdo.)
  2. O AdSense já declarou que você não tem permissão para publicar seus anúncios em sites que são compostos principalmente por publicações automatizadas ou postagens de artigos que não oferecem nenhum valor agregado.
  3. Spam ou conteúdo ofensivo pode ser publicado em seu blog e chatear seus visitantes. Imagine um vídeo pornográfico sendo adicionado a um blog sobre brinquedos infantis, por exemplo!

A única maneira em que o conteúdo automatizado pode funcionar bem é se você moderar todas as postagens ANTES da publicação, simplesmente colocando essas postagens automatizadas em revisão até que você possa verificar a qualidade e adicionar sua própria descrição única a cada uma delas.

Erro # 5 – Não dar a devida atribuição

A conservação de conteúdo é algo que se encaixa na linha de violação de direitos autorais se não for feito corretamente.

Considerando que você pode perder milhares em multas se você for culpado de infringir os direitos autorais de outra pessoa, é vital ter certeza de que está atribuindo corretamente todo o conteúdo.

Aqui estão algumas maneiras de ter certeza de que está seguindo as melhores práticas para a devida atribuição do conteúdo:

  • Não publique o conteúdo de outras pessoas na sua totalidade. Use excertos, publicando apenas partes pequenas de seu conteúdo e adicionando seu próprio ponto de vista.
  • Certifique-se de mencionar a origem original do conteúdo e, idealmente, de vincular ao artigo original. Isso também é benéfico para o seu SEO.
  • Ao usar fotos, certifique-se de usar apenas uma miniatura, a menos que você solicite permissão primeiro. Procure usar imagens que sejam livres de direitos.
  • Não use no-follow nos links. As pessoas merecem o juice de link completo pelo o seu uso de seu conteúdo.

Erro # 6 – Usar apenas conteúdo curado

Nunca é uma boa ideia publicar conteúdo exclusivamente de curadoria em seu site. É uma ótima ideia publicar conteúdo original de alta qualidade também.

Em primeiro lugar, o Google adora conteúdo exclusivo. Sim, eles adoram quando você também liga links para outros sites de alta qualidade. Mas o conteúdo exclusivo sempre terá conteúdo curado.

Encontre um bom equilíbrio. Você deve trabalhar para ter pelo menos 50% de conteúdo original para equilibrar seu conteúdo com curadoria e certifique-se de que essas postagens são de alta qualidade e tenham pelo menos 1000 palavras. (Na verdade, nos dias de hoje, quanto mais melhor para Google. O Google adora posts longos!)

Erro # 7 – Não adicionar valor

Um dos maiores erros que as pessoas fazem com o conteúdo de curadoria é quando eles publicam nada além de conteúdo curado, ou links para o conteúdo de outras pessoas, sem adicionar qualquer valor.

Não só isso é ruim para seus usuários, mas também é terrível no que diz respeito ao SEO.

Os motores de busca precisam de palavras nas páginas para indexar o conteúdo. Enquanto o Google pode indexar vídeos e outros tipos de conteúdo, ele ainda precisa de algum conteúdo escrito para determinar o contexto.

Isso significa que você precisa adicionar algum comentário com seu ponto de vista único que contenha sua palavra-chave para obter o melhor benefício possível do ponto de vista de SEO.

Além disso, se você está postando conteúdo de curadoria sem adicionar nenhum valor, é praticamente apenas SPAM.

Você não pode publicar nada além de um trecho do conteúdo de outra pessoa e esperar que isso seja suficiente para os visitantes e os mecanismos de pesquisa, e você não pode esperar publicar o conteúdo completo de outra pessoa sem ser visto como um ladrão.

Certifique-se de que está usando apenas links ou trechos e adicionando valor descrevendo o conteúdo ou adicionando seu próprio pensamento exclusivo sobre as coisas.

Isso melhorará a experiência do usuário, além de oferecer conteúdo exclusivo para fins de SEO.

Erro # 8 – Não fazer pesquisa por palavra-chave

Muitas pessoas pensam que não precisam fazer pesquisas por palavras-chave ao curar conteúdo, mas isso está incorreto. Ainda é importante encontrar palavras-chave relevantes e focar essas palavras-chave quando você publica seu conteúdo.

O conteúdo curado é como qualquer outro conteúdo, tanto quanto SEO. Você ainda precisa incluir algum conteúdo exclusivo. Você ainda precisa ter certeza de que está adicionando palavras-chave e permanecendo relevante para o tópico do seu site.

Basta olhar para as postagens de curadoria como você faria em qualquer outro post no seu blog. Faça sua pesquisa de palavras-chave e use as tags apropriadas e adicione essas palavras-chave ao seu conteúdo.

Apenas certifique-se de não exagerar as coisas, pois você pode ser penalizado por preenchimento excessivo de palavras-chave se você adicionar muitas palavras-chave ou repetir uma frase muitas vezes.

Escreva naturalmente, mas, ao mesmo tempo, certifique-se de que está usando as palavras que as pessoas provavelmente usarão para encontrar esse conteúdo.

Aqui estão algumas ferramentas populares de pesquisa de palavras-chave:

>> https://www.wordtracker.com/

>> https://adwords.google.com/

>> https://keywordtool.io/

Erro # 9 – Ser sem rosto

Vamos encarar, existem literalmente milhões de sites online em praticamente qualquer nicho que você possa pensar. Se você não está se destacando de alguma forma, você terá que trabalhar muito mais para ter sucesso.

É importante criar uma persona para o seu site ou blog para que as pessoas possam se identificar com você. Idealmente, você quer que essa persona seja sua, porque será mais fácil se conectar com pessoas.

Mas você pode usar um pseudônimo de escritor, se necessário, para que seu público se identifique com você.

Por exemplo, se você é um homem que está administrando um blog sobre tricô, você pode querer criar uma personalidade feminina, pois a maior parte do seu tráfego provavelmente será feminino. Ou se você é uma mulher com um blog sobre carros clássicos, você pode querer usar uma personalidade masculina, uma vez que seu tráfego se majoritariamente de homens.

Claro, que você pode ser você. Lembre-se de que os machos fazem tricô, e as também gostam de carros clássicos.

Mas de qualquer forma, você precisa criar alguém com o seu público possa se conectar. Esta é a melhor maneira de garantir que as pessoas comentem, gostem, compartilhem, etc. E, finalmente, isso é ótimo para SEO e para o tráfego.

Erro # 10 – Não ter nenhuma chamada a ação

Todo o conteúdo que você escreve deve ter algum tipo de chamada a ação que o beneficie de alguma forma.

Aqui estão algumas chamadas para a ação que você pode querer considerar:

  • Pedir que os leitores se inscrevam no seu canal do YouTube
  • Pedir aos leitores que se juntem à sua lista de contatos
  • Pedir aos leitores que compartilhem seu conteúdo nas mídias sociais
  • Pedir aos leitores que o siga nas mídias sociais
  • E, é claro, pedir aos leitores que comprem um produto

Uma coisa que eu vi pessoas fazendo e, que você deve evitar, é pedir às pessoas para clicarem em seus anúncios, especialmente aqueles que pagam por clique.

Nenhum anunciante quer o tráfego que está clicando apenas para apoiar seu site e não tem interesse em seus produtos ou serviços. Mesmo as empresas que pagam por venda ou comissão não querem tráfego improdutivo.

Certifique-se de obter valor de cada um dos itens que você publica, mesmo que apenas peça às pessoas que comentem no artigo.

Você quer que as pessoas fiquem acostumadas a fazer o que você pede para fazer, especialmente quando chegar a hora de vender alguma coisa.

Conclusão

A curadoria de conteúdo é uma ótima maneira de criar uma boa quantidade de conteúdo de forma rápida e fácil. É também a fonte perfeita de ideias para o seu blog ou site. Mas pode levá-lo a uma frigideira com quente mais rápido do que você pode imaginar se você não estiver fazendo isso corretamente.

O conteúdo curado, quando feito de forma incorreta, pode sujeitá-lo a todos os tipos de questões legais e éticas. Por isso é importante ter certeza de que você está sempre atribuindo suas fontes corretamente e que tudo o que você faz está dentro das diretrizes em relação às leis de direitos autorais.

Se você tiver dúvidas quanto ao que pode e não pode usar, você pode verificar as leis de direitos autorais.

Feito corretamente, a curadoria irá permitir que você crie conteúdo de forma rápida e fácil sem ter que escrever mensagens longas sempre que postar. Apenas tenha certeza de que você não está cometendo esses erros comuns e sempre seja respeitoso com aquelas pessoas que investem tempo para criar o conteúdo que você está postando. Lembre-se de usar o credenciamento apropriado para tudo o que você postar.

Acesse o E-Book SEO Dominado.

Boa sorte!

Recursos:

Se você precisar de mais ajuda na criação de conteúdo, aqui estão alguns recursos:

>> https://blog.hubspot.com/marketing/best-practices-effective-content-curation

>> http://www.contentcurationmarketing.com/category/tips-best-practices/

>> https://blog.hootsuite.com/beginners-guide-to-content-curation/

Sobre o autor | Website

Olá, seja muito bem vindo ao Blog. Sou Valderlei de Jesus, proprietário e administrador do blog. Sou autor do livro MindSet Dominado e também Hábitos de Sucesso, ambos digitais. Sou o criador do blog Viver Com Prosperidade, o melhor blog de desenvolvimento pessoal do Brasil, com mais de 50.000 assinantes.

E-book Ideias Dinheiro!

Aprenda passo-a-passo como ganhar dinheiro trabalhando a partir de casa.

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!