Marketing Digital Valderlei de Jesus

Por que você não deve pagar para tentar enganar o Google.

Por que você não deve pagar para tentar enganar o Google.

As melhores práticas de SEO como as conhecemos hoje são muito diferentes do que têm sido tradicionalmente.

Era uma vez, quando era assumido que a melhor maneira de chegar à frente nos motores de pesquisa era postar tanto conteúdo quanto humanamente possível, repetir palavras-chave dentro do conteúdo e obter o maior número de links possível.

Era tudo sobre o volume, tudo sobre a quantidade em detrimento da qualidade.

Hoje tudo mudou, a abordagem oposta é a única opção viável. Neste post, vamos dar uma olhada nas melhores estratégias de SEO e por que elas são o que são.

SEO: antes e agora

Quando o Google se tornou o motor de busca número um da internet, todos os profissionais de internet marketing trabalharam para tentar descobrir qual era a melhor maneira de chegar ao topo.

O Google foi relativamente simplista na época, felizmente, e isso significa que não demorou muito para se decifrar precisamente o algoritmo do Google envolvido no rankeamento.

Naquela época, o Google usava dois métodos básicos para tentar indexar conteúdo.

O primeiro foi procurar links de entrada. As aranhas do Google iriam seguir links para encontrar novas páginas na web e também vê-los como depoimentos.

Quanto mais links um site tinha direcionando para si, mais popular era considerado e a suposição era que este seria um reflexo da qualidade.

A fim de discernir o assunto do site, o Google procurava palavras-chave de exata correspondência.

Se uma certa frase fosse repetida com frequência suficiente no texto, então seria razoável pensar que essa frase deveria ser altamente relevante e faria sentido mostrar o site quando as pessoas procurassem por esse termo.

Mas o problema com este sistema era que era muito simplista e muito fácil de manipular.

Era apenas uma questão de tempo antes que as pessoas começassem a inundar sites com usos repetitivos das mesmas palavras-chave e com muitos back links de baixa qualidade (frequentemente pagos).

Em resumo, as páginas de resultados de pesquisa do Google começaram a se encher de spam, prejudicando a experiência dos usuários. Isso forçou o Google a mudar.

A Nova Ordem

Assim, o Google teve de atualizar seus algoritmos e hoje vemos algo muito mais sofisticado.

Hoje, o Google usa algoritmos avançados que levam em conta o tempo que os visitantes gastam em cada página do seu site ou blog, a qualidade dos links recebidos e o uso de sinônimos e termos relacionados, além, do tempo de carregamento do site, entre outros fatores.

Qualquer tentativa de tentar burlar o sistema corre o risco de ter seu site penalizado ou mesmo desindexado e o resultado é que o Google agora é muito mais relevante em termos dos resultados que mostra aos seus usuários.

Então, o que fazer para otimizar seu site para os motores de busca agora?

Devemos tentar descobrir o novo algoritmo?

Claro que isso é o que todo mundo está tentando fazer, mas erra no ponto. O ponto principal é que o Google não quer que trabalhemos para manipular seus resultados.

Se alguma vez encontrarmos um sistema confiável que possamos explorar para chegar ao topo das SERPs, o Google apenas mudará seu funcionamento novamente.

A única estratégia realmente confiável em SEO, é fazer um site de alta qualidade, que seja particularmente relevante para o seu público alvo perfeito.

Se você fizer isso, seus objetivos serão alinhados com os objetivos do Google e as futuras atualizações só ajudarão o seu site a se tornar ainda melhor!

Sobre o autor | Website

Olá, meu nome é Valderlei de Jesus, proprietário e administrador do blog. Sou autor do livro digital VOCÊ PODE SER RICO e também do livro A Filosofia do Sucesso, também digital. Sou o criador do blog Viver Com Prosperidade, o melhor blog de desenvolvimento pessoal do Brasil, com mais de 20.000 assinantes.

Coloque o seu melhor e-mail e junte-se aos mais de 11.276 leitores inteligentes!

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!